Acta Media 11 – Lisboa, Coimbra e São Paulo

Estou arrumando as malas, literalmente, para participar do Acta Media 11 – Simpósio Internacional de Artemídia e Cultura Digital Lusotopia na MediaPolis: Linguagens e Tecnologias, que terá edições em Lisboa (14 e 15/11), Coimbra (18 e 19/11) e São Paulo (3 e 4/12).

Cartaz Simposio ACTA MEDIA XI - 100

Uma breve apresentação do simpósio:

O tema do Acta Media 11 – Lusotopia na MediaPolis: Linguagens e Tecnologias – aborda a ação e o impacto das mídias digitais na sociedade lusófona atual. Pesquisadores, acadêmicos e artistas de diversos países de língua portuguesa estarão se reunindo, presencial e virtualmente, para elaborar o futuro utópico da lusofonia, apresentar e debater trabalhos tecno-científicos, a partir do conceito de MediaPolis – essa cidade de silício que existe através das mídias digitais.

O simpósio busca, por meio de diferentes registros impressivos e expressivos em língua portuguesa, um traço comum a vincular cidadãos e agentes de um novo território virtual da comunidade lusófona.

Perguntamo-nos de que modo a revolução tecnológica digital se dissemina e transforma a luso-esfera. Indagamos como a comunidade lusófona pode tornar-se um veículo de pensamento para o digital.

Os desdobramentos dessa temática relacionam as Comunidades Virtuais e as Mídias Digitais a diversas disciplinas, especialmente Linguística, Literatura, Filosofia, Arte/Estética, Ciências Políticas, Antropologia, Comunicação e Geografia, dentre outras co-relacionadas.

Baixe aqui a programação detalhada.

10 Comentários

Arquivado em Cibercultura

10 Respostas para “Acta Media 11 – Lisboa, Coimbra e São Paulo

  1. Reynaldo Carvalho

    Uma ótima e proveitosa viagem. Terça-feira estarei com o Maffesoli:
    http://fs.unb.br/?portfolio=seminario-internacional-sociedade-contemporanea-a-imagem-o-simbolico-e-o-sensivel

    Abs.

    • Olá Reynaldo,

      Pretendo aproveitar bem a viagem, inclusive retornar à Universidade Fernando Pessoa, onde fiz o meu período sanduíche.

      Bem interessante o seminário internacional em Brasília. Muito boas todas essas possibilidade de intercâmbio internacional, não é?

      Um abraço,

      Bia

  2. Reynaldo Carvalho

    Aproveito para enviar, completo:

  3. Reynaldo Carvalho

    Oi, Bia. Tudo bem?

    E a viagem?

    Conhece este livro?

    Em: http://literaturaexpandida.wordpress.com/

    Lançamento Sujeito Oculto

    Plágio. Remix. Apropriação. Qualquer que seja a palavra usada, o tema subjacente a este romance premiado com a Bolsa Petrobras de Produção Literária é roubo. Com todas as letras. Construído a partir de um copy/paste de palavras e frases subtraídas de outros livros, num processo de montagem explicitado pelo ousado projeto gráfico, Sujeito oculto cria um jogo de espelhos infinitamente recuado em que o autor nunca é quem parece ser.

    Afinal, quem seria o autor deste romance senão mais um personagem, que apenas não sabe que está participando do jogo literário? Tecido a partir de citações, frases feitas e ideias de segunda mão, Sujeito oculto embaralha deliberadamente conceitos como autenticidade e originalidade, mesclando gêneros como ficção, biografia e crítica literária.

    E levanta a questão: é possível ser, ao mesmo tempo, original e cópia? A resposta a essa e outras perguntas pode estar nas margens dos livros de uma aspirante a escritora que morre pouco tempo depois de ter feito um seguro de vida. Nos depoimentos de um homem que descobre por meio de frases soltas e sublinhadas a vida secreta da mulher que perdeu para sempre. Ou ainda na reação da jovem esposa que lê estes mesmos livros com outros olhos, dez anos depois. Ou nos rastros deixados por uma autora premiada que não se importa de ser vista como falsificadora, porque assim encobriria a verdadeira natureza de seu romance. Ou mesmo no posfácio de um crítico que tenta guiar o leitor em um labirinto de referências literárias e espelhamentos que encobrem um drama familiar de forte carga emocional.

    A trama tem todos os elementos de um romance clássico: amor, ódio, traição, ambição, personagens marcantes, reviravoltas e até uma morte suspeita. Com o tempo, percebe-se que o enredo tradicional e a forma inovadora tratam de temas correlatos: filiação, herança e apropriação.
    E roubo.

    Abs e uma ótima viagem.

  4. Pingback: Cartografia colaborativa, o caso Porto Alegre CC | Autoria em rede

  5. Pingback: Cartografia colaborativa, o caso Porto Alegre CC | Cartografia

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s