Arquivo do mês: novembro 2014

Autoria peer-to-peer: o caso Overmundo

Acabo de voltar de Portugal, onde participei do simpósio Acta Media XI com duas apresentações. Uma delas, em Coimbra, foi sobre o que denominei de autoria peer-to-peer, tendo o website Overmundo como exemplo.

O conceito de peer-to-peer vem sendo pensado para falar de produções atuais baseadas na livre cooperação, que seriam um terceiro modo de produção, diferente tanto do capitalista, orientado pelos interesses do mercado, como do encontrado em regimes socialistas, dirigido pelo estado.

Entre suas características estão a participação equipotencial, isto é, a não exigência de credencial para participar. Outro diferencial é a validação feita coletivamente, na qual a filtragem se dá a posteriori e não como uma barreira de entrada. Podemos pensar aí no jornalismo open publishing, que se opõe à editoria centralizada e hierarquizada da imprensa tradicional.

Importante também é o modelo de administração da produção, feita pela própria comunidade, com um tipo de autoridade horizontal que se baseia na reputação e no mérito. Por último, o bem produzido é disponibilizado livremente em regime de propriedade comum.

A enciclopédia colaborativa Wikipédia e o sistema operacional GNU/Linux são os exemplos paradigmáticos da produção peer-to-peer, ambos disponibilizados como um bem comum amparados em licenças livres para impedir sua apropriação privada.

Em minha fala, refleti sobre alguns aspectos dessa produção colaborativa, em diálogo com outros pesquisadores, tendo como referência o pensamento de Michel Focault.

Abaixo, para quem se interessar, os slides da apresentação.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Autoria Colaborativa, Commons, Overmundo

Acta Media 11 – Lisboa, Coimbra e São Paulo

Estou arrumando as malas, literalmente, para participar do Acta Media 11 – Simpósio Internacional de Artemídia e Cultura Digital Lusotopia na MediaPolis: Linguagens e Tecnologias, que terá edições em Lisboa (14 e 15/11), Coimbra (18 e 19/11) e São Paulo (3 e 4/12).

Cartaz Simposio ACTA MEDIA XI - 100

Uma breve apresentação do simpósio:

O tema do Acta Media 11 – Lusotopia na MediaPolis: Linguagens e Tecnologias – aborda a ação e o impacto das mídias digitais na sociedade lusófona atual. Pesquisadores, acadêmicos e artistas de diversos países de língua portuguesa estarão se reunindo, presencial e virtualmente, para elaborar o futuro utópico da lusofonia, apresentar e debater trabalhos tecno-científicos, a partir do conceito de MediaPolis – essa cidade de silício que existe através das mídias digitais.

O simpósio busca, por meio de diferentes registros impressivos e expressivos em língua portuguesa, um traço comum a vincular cidadãos e agentes de um novo território virtual da comunidade lusófona.

Perguntamo-nos de que modo a revolução tecnológica digital se dissemina e transforma a luso-esfera. Indagamos como a comunidade lusófona pode tornar-se um veículo de pensamento para o digital.

Os desdobramentos dessa temática relacionam as Comunidades Virtuais e as Mídias Digitais a diversas disciplinas, especialmente Linguística, Literatura, Filosofia, Arte/Estética, Ciências Políticas, Antropologia, Comunicação e Geografia, dentre outras co-relacionadas.

Baixe aqui a programação detalhada.

10 Comentários

Arquivado em Cibercultura