Lawrence Lessig – o copyright inibe a criação

Compartilho aqui uma breve palestra de Lawrence Lessig, autor do livro Cultura Livre, entre outros, e também criador do Creative Commons, assunto dos últimos posts. A palestra faz parte série de conferências TED e traz um resumo de suas ideias sobre o valor do compartilhamento dos bens intelectuais para o desenvolvimento da cultura.

2 Comentários

Arquivado em Creative Commons, Cultura livre, Direito Autoral, Remix

2 Respostas para “Lawrence Lessig – o copyright inibe a criação

  1. Reynaldo Carvalho

    Tudo bem, Bia?
    Veja se já conhece:
    1) – http://djrabbi.com/sos.html
    http://www.archive.org/details/MACH04_26_SoS
    2) – a melhor dissertação que conheço sobre o assunto (não sei se já te enviei):
    Ctrl+C – autoria na rede estuda os novos formatos de criação que emergiram na Internet. Para além das discussões do ponto de vista jurídico, o trabalho concentra-se em parâmetros estéticos e críticos de experiências de arte em rede que apontam para a redefinição do conceito de autoria no âmbito das mídias digitais e no próprio contexto da cultura contemporânea. Para dar conta deste percurso, o texto parte de um entendimento das particularidades técnicas da rede relacionadas às trocas simbólicas que nela se estabelecem. Em uma primeira etapa, a pesquisa investiga o conceito de Cultura de Rede através das relações sócio-técnicas que a compõem. Sobre a discussão de Alexander Galloway em relação aos protocolos que governam o fluxo de comunicação na Internet, os conceitos de código e interface são articulados com o objetivo de definir uma linguagem própria dos objetos digitais. Para estas discussões são utilizadas as teorias de Lev Manovich, Margot Lovejoy, Florian Cramer e Jay David Bolter &Richard Grusin. Após a definição das especificidades da Cultura de Rede, tornou-se possível, em um segundo momento, analisar o desenvolvimento do que Lawrence Lessig denomina Cultura Remix, ou seja, uma configuração social marcada pela apropriação e recontextualização semiótica típica das novas tecnologias digitais. Sobre o conceito de Lessig, são discutidos os parâmetros estéticos das práticas de remix no âmbito da cultura de rede através da análise de Eduardo Navas em paralelo com os conceitos de modularidade e remixabilidade de Lev Manovich, aura digital em Michael Betancourt e remix como consumo a partir de Nicolas Bourriaud. Do ponto de vista metodológico, realizou-se um mapeamento e análise de projetos concebidos para a Internet que discutem os conceitos tratados acima e contribuem para a reconfiguração da noção de autoria na contemporaneidade. São eles: AfterSherrieLevine.com/AfterWalkerEvans.com, de Michael Mandiberg, 2001 e Society of the Spectacle (A Digital Remix) de Mark Amerika, Trace Reddell e Rick Silva, 2004. Tal corpus empírico dividiu-se entre duas categorias propostas por Eduardo Navas Remix: Seletivo e Remix Reflexivo. As tipologias de agenciamentos que estes trabalhos sugerem colocam em pauta questões como as relações de produção e consumo, interatividade, propriedade, controle e micropolítica das redes digitais, além de apontar para a definição de uma estética e política próprias do entrecruzamento entre cultura de rede e cultura remix

    LINK PARA O TEXTO COMPLETO
    http://www.sapientia.pucsp.br//tde_busca/arquivo.php?codArquivo=5117

    3) – Também tem o ótimo artigo de Ruth Sousa:
    http://www.revista.art.br/site-numero-08/trabalhos/05.htm
    Abs.
    Reynaldo Carvalho

    • Oi Reynaldo,

      Você já havia me mandado essa referência, sim. Mas é legal ter também aqui no comentário pois outras pessoas podem se interessar.

      A segunda referência ainda não conhecia. Vou ler com calma.

      Como sempre, bom contar com sua interlocução.

      Um abraço,

      Bia

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s